mont-saint-michelSe a ideia é voltar no tempo, esse é um dos lugares da França que certamente fará você retroceder alguns séculos!

HISTÓRIA

Sempre que voltamos das nossas viagens, LIVROS são os souvenirs que mais trazemos na mala, principalmente se o lugar visitado for histórico!

Com o Mont Saint Michel não foi diferente:

mont-saint-michel

Então bora conhecer um pouco mais desse pedacinho medieval!

mont-saint-michel

Certa vez o Bispo Aubert, da cidade de Avranches, começou a ter sonhos com o  Santo Miguel  (Saint Michel, em francês) e depois da terceira vez que isso aconteceu, ele decidiu, em 708 d.C., construir esse santuário em homenagem àquele santo.

Maluco ou não, o importante é que partiu dele a ideia de transformar um mero morrinho lá na Normandia, em um dos lugares mais espetaculares do mundo, e o segundo lugar mais visitado da França, perdendo apenas para Paris!

Local pra onde os peregrinos iam na Idade Média, e que turistas vão até hoje, a abadia do Mont Saint Michel abrigava os monges beneditinos, que desde 966 tinham como trabalho a tradução dos textos do filósofo Aristóteles.

Já foi prisão durante a Revolução do Segundo Império e hoje está na lista da Unesco como Patrimônio Mundial, e pisar num lugar desses é nada mais, nada menos…. do que MÁGICO!

Foi por isso que nós escolhemos o Mont Saint Michel, como o lugar mais lindo e mais maravilhoso que tivemos o prazer de conhecer!

A história é longa, cheia de misticismo e batalhas então como ponto turístico que é, e como turistas que somos, vamos deixar aqui algumas curiosidades e apenas algumas fotos de como é a experiência de visitar o Saint Michel!

mont-saint-michel
Acesso ao Saint Michel

Pra chegarmos até lá, a cidade mais próxima é Rennes, onde há uma estação que recebe os trens vindos de Paris e de onde saem os ônibus em direção ao Mont Saint Michel.

De Paris até Rennes são quase 2:00 horas de trem, e mais uma hora de ônibus até o destino final, exatamente por isso, por ser um longo trajeto, é que não recomendamos fazer um bate e volta.

Se nos perguntam:

Mas dá pra fazer?

Sim, dá… mas é super cansativo!

Como disseos, o trem com destino à Rennes sai de Paris da Gare Montparnasse, e o ideal é chegar bem cedo nessa estação, principalmente se você estiver usando o metrô, isso porque o trajeto do metrô até a plataforma do trem é longa, longa, loooonga…

Do lado da estação de Rennes, sai um ônibus pro Mont Saint Michel que te deixará exatamente onde você terá que pegar as navettes (ônibuzinhos menores) do próprio complexo do Saint Michel e que te deixarão bem na porta de entrada!

DICA 1:

Marque bem em que ponto você desembarcou do ônibus, e onde você pegou sua navette! Nós quase perdemos o nosso ônibus de volta pra estação de Rennes, pois esquecemos desse detalhe… foi uma das mais malucas correrias que já tivemos que fazer nas nossas viagens!

DICA 2:

Se possível saia daqui do Brasil com tudo isso comprado: passe de trem de Paris até Rennes e bilhete de ônibus de Rennes para o Mont Saint Michel. Além de facilitar, assim que você desembarcar em Rennes terá um ônibus naquele horário te esperando pra te levar até o Saint Michel!

Nós compramos nossos passes na TT Operadora – Lufhtansa, como se costume, e saiu tudo como o esperado!

 

A CHEGADA AO SAINT MICHEL

Chegando ao Saint Michel se você for passar a noite na ilha, faça seu check-in, e caso não seja ainda a hora de entrar pro seu quarto, deixe as malas no guarda volumes da recepção do seu hotel.

Se você optou pelo bate e volta, chegue e já vá pegar a fila pra conhecer a “Merveille”, a abadia do Mont Saint Michel, pois as filas costumam ser grandes !

Dito tudo isso, vamos ao que mais interessa que é colocar algumas fotos desse lugar mágico, pois elas falam por sí !

mont-saint-michel

A arquitetura medieval já chama a atenção logo na entrada e a cada casinha que a gente encontra pelo caminho, a beleza só aumenta!

mont-saint-michel

 

A entrada no nosso quarto ficava no meio do Saint Michel, num aposento fora do hotel, no nosso caso do Hotel La Vieille Aubergue, o qual nós super recomendamos!

Essa era nossa visão da porta do nosso corredor!

mont-saint-michel

Do lado direito… ali naquela grade ficava o que ? O cemitério !

Mas posso afirmar que nossa noite foi super tranquila, sem nenhum medinho não. Isso porque nós andamos tanto, mas tanto que capotamos assim que colocamos a cabeça no travesseiro … rsrsrsrsrs!

 

Olha o dito cujo aí embaixo!

mont-saint-michel-cemiterio

 

Ah, sim… essa era a vista que tínhamos do nosso quarto. Como não AMAR esse marzão na janela?

mont-saint-michel

 

E pra quem sobe até lá em cima, dá de cara com ela, a “Merveille”, a MARAVILHA!

merveille

 

E também conhece o “Claustro”, onde os monges davam seus passeios e faziam suas penitências

claustro-mont-saint-michel

 

CURIOSIDADE

Lá o “delivery” de comida e objetos era feito através dessa rampa aí…

mont-saint-michel

Então, era por esse “elevador” que um carrinho subia e descia, atrelado a enormes correntes, na foto aí embaixo é a da esquerda.

E sabe como eles conseguiam puxar tudo o que eles queriam lá pra cima?

Eles usavam escravos como se fossem hamsters, dentro dessa roda aí da foto da direita!

Mas é cada coisa né?

rodas

 

Depois de andar muito, é chegada a hora mais esperada por nós, que amamos um lindo pôr de sol

por-do-sol

 

E pra quem vai ficar hospedado em uns dos hotéis da ilha, é assim que a Merveille  fica ao anoitecer !

mont-saint-michel

 

E pra estiver no Continente, ele estará lindo assim !

mont-saint-michel

 

Pernoitando lá ou fazendo um corrido bate e volta, não é um excelente destino pra se colocar nos roteiro?

Nós recomendamos!

 

*Créditos fotográficos:

Foto de capa: Werner22Brigitte

Mont Saint Michel (noite): Victor Hugo Marques

 

Planejar é viajar!
Roteiros & Dicas – Informações e ideias de roteiros, com dicas de viagem para os melhores destinos.

O que achou?