mapa-paris

Pra quem estiver dando uma passadinha rápida pela linda Paris, certamente vai aprovar esse roteiro que cobre as principais atrações turísticas da cidade.

 

Esse roteiro é pra você, que vai dar uma passeada rápida por Paris e quer aproveitar os principais pontos turísticos!

 CHEGANDO EM PARIS – DO AEROPORTO AO CENTRO

 

Geralmente as pessoas desembarcam em Paris pelo aeroporto internacional Charles de Gaulle. É um aeroporto bem grande mas muito bem sinalizado, e existem várias opções de transportes que saem de lá e te deixam no centro de Paris.
Clique aqui e veja qual é a melhor opção pra você.

Na maioria dos casos, os voos, principalmente os que saem do Brasil, chegam à Paris na parte da manhã (antes do meio dia). Então, depois de fazer o check-in no hotel, o melhor é já sair pra explorar a cidade e suas belezas !

Se chegou pelo aeroporto de Orly, o que não é muito comum, jogue na lupa “Orly”. Ensinamos diferentes jeitos de chegar ao centro de Paris, seja por trem ou ônibus.

 

 PRIMEIRO DIA (PERÍODO DA TARDE)
Sacre- Cœr e Torre Eiffel

SACRÉ-COEUR

 Aconselhamos a visita ao Sacré-Cœur logo na chegada à Paris, primeiro porque é um bairro mais afastado, e no decorrer desses dias que virão, ficará difícil encaixá-lo no roteiro, e segundo porque nos dias quentes, subir as escadas que levam à Basílica pode ser bem cansativo.
Então o período da tarde é bem aconselhável para esse passeio, e conhecer a Basílica realmente vale cada degrau!
O metrô mais perto é o Anvers (linha 2). Saindo da catraca, suba as escadas e vire à direita, depois atravesse a rua e suba pela rue de Steinkerque até o final.
Essa é a rua mais barata pra quem quer comprar lembrancinhas de viagem !
Outro modo de chegar até lá em cima é pegar o “funiculaire”, um trenzinho de cremalheira (que fica ao lado esquerdo das escadarias), que te deixará no destino final sem nenhum esforço, mas não sem você ter enfrentado uma boa fila pra isso…
Se você estiver usando o Paris Visite ou o Navigo, eles irão servir pra que você pegue o funicular sem nenhum custo extra.

 

DICA
Se chegou cedo e está disposto a conhecer um pouco mais de Montmartre e os arredores do Sacre-Cœr, dá uma olhadinha nesse post aqui.

TORRE EIFFEL – TOUR EIFFEL

Depois de ver o Sacré-Cœur, volte ao metrô Anvers, de lá pegar a linha 2 sentido Porte Dauphine epra descer na estação Charles de Gaulle Étoile . Lá mude de metrô e pegue a linha 6 sentido Nation pra descer na estação TROCADERO.

 Pronto!
Você sairá em frente à Torre Eiffel, e ESSA será a vista que você terá !
 te87
RESUMO:
DO SACRÉ-COEUR PARA A TORRE EIFFEL
Metrô Anvers (sentido Porte Dauphine) para Charles de Gaule Étoile
De Charles de Gaulle Étoile (sentido Nation) para Trocadero – Torre Eiffel

SEGUNDO DIA

Arco do Triunfo, Jardim  Tuileries e Louvre

ARCO DO TRIUNFO

A estação coladinha ao Arco do Triunfo é a Charles de Gaulle Étoile, e garanto que não existe a mínima possibilidade de não encontrá-lo depois que saímos do metrô !

 O Arco do Triunfo é um monumento, localizado na cidade de Paris, inaugurado em 1836 em comemoração às vitórias militares do Napoleão Bonaparte, e o melhor: você pode subir até o topo e desfrutar de uma linda vista da Champs Élysées e da Torre Eiffel !
arcotriunfo

DICA:

Não tente atravessar entre os carros, a rotatória que dá acesso ao Arco do Triunfo ! Existe uma passagem por baixo da avenida…
Após visitar o Arco do Triunfo desça a Champs Élysées e desfrute de uma das avenidas mais caras do MUNDO !
As lojas de grifes mais famosas estão aí, mas também você encontrará lojinhas de souvenirs, comida de rua e até Mc Donalds !
macchamps

PLACE DE LA CONCORDE

No final da Champs, se encontra a Place de la Concorde a maior praça da capital francesa, uma das mais famosas e palco de importantes acontecimentos da história da França.

Durante muito tempo, era aqui que ficava a guilhotina que pôs fim à vida de inúmeras pessoas, dentre elas a do rei Luis XVI (21/01/1793) e da rainha Maria Antonieta (16/10/1793).

 placeconcorde
UM POUCO DE HISTÓRIA:

Na manhã de 16 de outubro, Maria Antonieta deixava a Conciergerie, onde estava presa e, proibida de vestir-se de preto, trajava um vestido branco (a cor do luto para as antigas rainhas de França). 

Seu carrasco, Henri Sanson, após cortar-lhe o cabelo até a altura da nuca, amarrou suas mãos às costas e a colocou nos carros destinados às pessoas condenadas à morte. Foi assim que ela chegou à Place de la Concorde para a sua execução.

JARDIM TUILERIES

À esquerda da Place de la Concorde fica a entrada para o Jardin des Tuileries, um dos lugares mais gostosos pra se passear. Muito verde, árvores, esculturas e um laguinho em plena Paris !

L39

Seguindo o Tuileries até o final estará o Arco do Triunfo Carroussel e depois dele o Louvre !

Pra não pegar fila na entrada principal, aquela que fica em frente às Pirâmides, tem uma entrada pela Rue de Rivoli, 99  que pouca gente conhece.
Uma entrada com um toldo vermelho que se chama Caroussel du Louvre.
Lá é tranquilo e se tiver fila, ela será bem menor !

L1

O QUE VER NO LOUVRE ?

No site do Louvre  eles oferecem um download EM PORTUGUÊS do mapa do museu e também muita informação sobre a visitação.

Pra quem quiser baixá-lo e dar uma olhadinha e já ir se familiarizando clique aqui.

Vou deixa algumas opções e dicas do que a maior parte da galera procura conhecer quando vai pro Louvre. Só pra lembrar, o Louvre é dividido em alas, então vou fazer um resumão do que cada uma tem de legal pra se ver !
 

ALA DENON

A obra mais famosa de todo o Louvre fica aqui, na ala Denon e claro, é a A MONALISA !

Mona

A MONALISA, LA GIOCONDA (em italiano), LA JOCONDE (em francês), ela fica no primeiro andar, onde também está a Victória de Samotrácia, a estátua de 190 a.C. e que perdeu sua cabeça.
Samotracia

SALA 4

Estátua – Psiqué Reanimada pelo Beijo de Eros, de Canova.
SALA 5
A Madona das Rochas, de Leonardo da Vinci.
SALA 6
MONALISA/LA JOCONDE, de da Vinci e As Bodas de Canaã, de Veronèse  (a noite que Jesus transformou água em vinho).
SALA 77
A Liberdade Guiando o Povo, de Delacroix.
SALA 75
O imenso quadro A Coroação de Napoleão, (em francês Le Sacre de Napoléon), de Jacques Louis David
Reprodução
Foto reprodução

ALA RICHELIEU

SALAS 83/87
Os apartamentos de Napoleão III – os aposentos do antigo imperador francês e sobrinho de Napoleão Bonaparte.
SALA 3
Código de Hamurabi, que é o mais antigo código de leis já encontrado. Quem estudou Direito, já deve ter feito alguma prova sobre o tema…

ALA SULLY

TÉRREO

Vênus de Milo de 100 a.C., aquela mesma que foi encontrada na Ilha de Milo, na Grécia.
venus
A Diana de Versalhes (a versão original da estátua, pois a cópia está na Galeria dos Espelhos, no Palácio de Versalhes).
Hermes Atando as Sandálias.
Os Tesouros de Tutankamon, que são as relíquias da época do famoso faraó.
O Caminho das Esfinges (várias esfinges enfileiradas).
A Estátua de Ramsés II (um dos faraós mais famosos da história).
MEZZANINO
Aqui você pode ver as fundações originais do Louvre, que datam da idade média, e também uma réplica de como o Louvre era enquanto fortificação.
L33

SALA 1

A Esfinge de Tânis.

 PRIMEIRO ANDAR
Parte Egípcia
O Escriba Sentado, que ainda mantém as cores originais, mesmo depois de 4.500 anos!
O Busto de Akhenaton
As Pequenas estátuas do Faraó Akhenaton e da Rainha Nefertiti (bem pequeno mesmo, mas retrata o famoso casal real egípcio).

TERCEIRO DIA

Mercado das Flores, Notre Dame, Cafés, Invalides e Ponte Alexandre III

MERCADO DAS FLORES / MARCHÉ AUX FLEURS

Pegue o metrô e desça na estação Cité.
Aqui, na praça Louis Lépine, entre a Catedral de Notre Dame e a Sainte-Chapelle, o Mercado das Flores (Marché aux Fleurs) acolhe os turistas desde 1830, sendo o mais antigo mercado de flores de Paris).

marche-aux-fleurs

Presente em inúmeras obras de arte e o queridinho de pintores amadores, é uma visita gostosa pra ser feita nas primeiras horas do dia.

É como dar uma recarregada na bateria pra curtir mais um dia de passeios. É bem fofo e rende lindas fotos!

Próximo ao metrô Cité também temos a Ponte Neuf.

Neuf é nova em francês, mas na verdade é a ponte mais antiga !

Também na île de la Cité fica a Conciergerie, que foi a prisão onde ficou Maria Antonieta antes de ser decapitada, ou seja, tem muita coisa pra ver só nessa ilhazinha !

NOTRE DAME DE PARIS

 Não esqueça de entrar na Catedral, principalmente porque é de graça !
Veja as lindas rosáceas – os vitrais mais lindos que existem, e a estátua em homenagem à Joana d’Arc , em francês Jeanne d’Arc.
Em 9 de maio de 1920, cerca de 500 anos depois de sua morte, Joana d’Arc foi canonizada pelo Papa Bento XV, como Santa Joana d’Arc.
Em 1922 ela foi declarada padroeira de França.
notredame
 Pra quem tem as pernas boas, aconselho subir até o seu mirante.
É cansativo: 422 degraus…. Mas a vista é de pirar qualquer um !
vistanotre
 Do lado direito da entrada da Catedral existe uma alameda que beira o Sena. No final dela, uma ponte que liga a Île de la Cité à île Saint-Louis, onde você poderá tomar o melhor sorvete de toda Paris, na famosa  Berthillon , em atividade desde 1954!
Experimente o caramel au beurre salé… uma delícia !
O endereço é na rue Saint-Louis en l’Île, 29/31.

CAFÉ DE FLORE E CAFÉ LES DEUX MAGOTS

CAFÉ DE FLORE

O Café de Flore está situado no Boulevard Saint-Germain com a rua Saint-Benoît, no bairro de Saint-Germain-des-Prés. Famosos por ter sido frequentado por nomes importantes como Jean-Paul Sartre, Simone de Beauvoir e Pablo Picasso.

cafe-de-flore

LES DEUX MAGOTS

Concorrente do Café de Flore (e vice-versa) está localizado na outra esquina ! Aqui também grandes intelectuais já se sentaram pra tomar seu café, seu aperitivo, dentre eles Paul Verlaine, Arthur Rimbaud, Ernest Hemingway, Bertolt Brech.

Anualmente, é o local de entrega de importantes prêmios artísticos, como prêmio literário  Prix de Deux Magots.

cafe-le-deux-magots

Ambos os cafés são importantes pontos turísticos da cidade, e ficam em frente à Abadia de Saint-Germain-des-Prés , a mais antiga da cidade ainda de pé.

Vale a visita !

A abadia ocupava uma enorme área em 1790, quando foi dissolvida durante a Revolução Francesa, época em que foi transformada em fábrica de salitre, o que a deteriorou muito. Durante os séculos, a maior parte dos edifícios se perdeu, restando apenas a igreja com uma pequena parte do claustro e o palácio abacial, construído em 1586.

É aqui que está a tumba do famoso filósofo francês René Descartes (1596-1650)

 

PLACE FURSTENBERG – A MENOR PRAÇA DE PARIS

Apreveite e dê uma passadinha na menor praça de toda Paris, a fofa Fürstenberg!

Clique aqui e veja como chegar, a partir do metrô Saint-Germain-des-Prés

Daqui do Boulevard Saint- Germain pode-se pegar a linha 4 do metrô sentido Mairie de Montrouge e descer na estação Montparnasse Bienvenue.

Do Edif´cio Montparnasse é que se tem uma das mais belas vista da Torre Eiffel. Aproiveitar o por do sol pra fotografá-la é uma ótima pedida.

A vista que você vai ter, é essa aqui:

vista-montparnasse

QUARTO DIA

Invalides, Ponte Alexandre III, Grand e Petit Palais, Bastilha e Place des Vosges

INVALIDES E PONTE ALEXANDRE III

Pegue o metrô ou o RER e desça na estação Invalides.

Esse complexo, o Hôtel Nacional des Invalides, ou em português Palácio Nacional dos Inválidos teve sua construção iniciada no reinado de Luís XIV em 1679, e servia como um abrigo àqueles que voltavam feridos das guerras, que naquele tempo, eram muitas!

Se transformou em um museu sendo que a sepultura mais procurada é a de Napoleão Bonaparte.

Em frente a Invalides fica a ponte, que é pra grande maioria das pessoas, a mais bonita de Paris: a ponte Alexandre III

 

PONTE ALEXANDRE III

Essa ponte, que se tornou um monumento francês queridinho dos turistas,  atravessa o Sena, e dela a gente tem uma visão linda da Torre Eiffel!
p2
Construída entre 1896 e 1900 no estilo Arte Noveau, seu nome homenageia o Czar Alexandre III pelo seu papel na aliança Franco-Russa de 1892.
Seu filho, o Czar Nicolau II foi quem colocou a primeira pedra na sua construção.
p5
GRAND E PETIT PALAIS
Atravessando o Sena,  teremos o Grand e o Petit Palais, duas construções de linhas arquitetônicas similares à da Ponte Alexandre III e que foram inauguradas no mesmo ano de 1900,  para a famosa Exposition Universelle.
Várias exposições são locadas nesses dois endereços da  avenida Winston Churchill.
teto-palais
O teto do Grand Palais, ou Grand Palais des Beaux-Arts, é uma surpresa à parte: uma das estruturas mais lindas de Paris!
BASTILHA
Próximo ao Grand e ao Petit Palais está a estação de metro Champs Elysées Clemenceau. Pegue sentido Château de Vincennes e desça na estação Bastille, onde ficava a antiga prisão que foi o estopim da Revolução Francesa de 1789.
Na plataforma do metro ainda existem pedras da sua antiga fundação
pedras-bastilha
 Saindo do metrô a gente vê a praça da Bastilha com seu famoso obelisco
mn14
Esse obelisco chama-se na verdade Colonne de Juillet, e foi inaugurado em 28 de abril de 1834.
Mede mais de 40 metros e no alto encontra-se a escultura chamada  “Gênio da Liberdade”. Vale lembrar que esse monumento é também é uma sepultura que abriga hérois da revolução francesa!
PLACE DES VOSGES
Saindo da Praça da Bastilha, é hora de visitar a praça mais linda de Paris, e que foi endereço do famoso escritor Victor Hugo. Inclusive existe um museu onde antes era sua residência!
Pra chegar lá seguir pela rue Saint-Antoine virando à direita na rue de Birague, onde fica um dos acessos à des Vosges.
pj14
 Essa que é a praça mais antiga de Paris e cassificada como momumento histórico em 1954, tem uma característica marcante: sua forma quadrada e cercada por um conjunto de 36 casas iguais!
A Maison Victor Hugo, onde fica o museu,  abre de terça a domingo das 10h às 17h40 e não precisa pagar nada pra visitá-lo!
Et… voilà!
Esse roteiro prioriza os principais pontos turísticos de Paris, pra quem é marinheiro de primeira viagem ou pra quem quer apenas matar a saudade da eterna Cidade Luz !
Em caso de dúvida, confira aqui o mapa do Metrô.
Paris… não tem como não se apaixonar !
* Créditos fotográficos:
– Foto de capa: ItsMirkwoodgirl
– Marché aus Fleurs: Theodor von Hoermann
– Café de Flore: sanfamedia.com
– Cafe le deux Magots: Roger Salz 
– Torre Eiffel pelo Montparnasse: Shadowgate

O que achou?